Denunciando o corte de 95% no programa federal Cisternas anunciado no Orçamento 2018, o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) ressaltou, na sessão plenária desta quarta-feira (18), que o desmonte patrocinado pelo governo Temer terá grande impacto negativo na vida de potiguares e nordestinos.

Para o deputado, a sociedade precisa cobrar um posicionamento da bancada federal (senadores e deputados) sobre a questão. “Nunca na história um governo federal teve tanto apoio de uma bancada potiguar como agora”, observou. “Mas isso não é revertido em benefícios para o povo do estado, apenas em emendas para os parlamentares”, denunciou.

O Programa Cisternas, criado na gestão petista para colher água da chuva, é um dos mais importantes do Brasil no enfrentamento à seca e tem salvado vidas. “Ajudou a amenizar o sofrimento do Nordeste e do norte de Minas Gerais, regiões do Semiárido”, observou Mineiro.

A construção das cisternas garantiu mais segurança hídrica e foi destacada pela ONU como um dos mais importantes programas do mundo na redução das desigualdades sociais. “Infelizmente sabíamos que um dos objetivos do golpe era justamente diminuir os programas sociais”, disse o deputado.

“Você não escuta uma voz dos apoiadores de Temer na bancada potiguar se colocando contrária a esse corte”, lamentou o deputado. “Deveriam usar o prestígio que têm para cobrar o retorno desse programa e acabar com as aflições do povo”.

Foto: Agência Brasil