O Comitê Popular LGBT pela Democracia e pelo Direito de Lula ser Candidato foi lançado nesta quarta-feira, 21, na Praça Vermelha (Cidade Alta/Natal). O deputado estadual e pré-candidato a deputado federal pelo PT/RN, Fernando Mineiro, participou da atividade e destacou a importância desse comitê na luta contra o retrocesso, a intolerância e o preconceito.

“Mais do que defender um nome é defender uma ideia. Ao defender a democracia e o direito de Lula ser candidato nós estamos defendendo cada um de nós. O direito de cada um de nós ser o que quiser ser, o que puder ser e o que conquista para ser”, disse Mineiro.

O deputado lembrou casos de violência como o caso de Marielle Franco (PSOL/RJ), executada semana passada, e o da desembargadora Marilia Castro Neves (TJ/RJ), que, além de ter difamado a vereadora e o deputado Jean Wyllys, desrespeitou também a professora natalense Débora Seabra – primeira educadora com síndrome de Down do país e “figura muito lutadora, forte e importante na luta contra o preconceito”.

Mineiro defendeu que é preciso levantar a cabeça e resistir frente a esses e outros casos de retrocesso e intolerância ao que é diferente. “O que eles querem é que a gente desanime, fique com medo, desista e recue, mas nós temos que reafirmar e enfrentar a cada momento esse preconceito. Resistir e lutar”, reforçou.

O lançamento do comitê LGBT contou com uma participação plural de representantes do PT e de outros partidos de esquerda, sem filiação partidária e de movimentos sociais.

RN SEM LGBTFOBIA
Mineiro afirmou, também, que vai retomar as reuniões para a realização do seminário de combate à LGBTfobia e de outras ações em defesa do respeito à cidadania. O deputado lançou no ano passado, em parceria com o movimento LGBT do RN, a campanha para tirar do papel a lei 9.036 – RN sem LGBTfobia, de sua autoria. O objetivo é fazer com que ela se torne, de fato, um instrumento para coibir a discriminação e violência contra a população Lésbica, Gay, Bissexual, Travesti e Transgênero.

Fotos: Vlademir Alexandre