A Federação dos/as Trabalhadores/as na Agricultura do Rio Grande do Norte (Fetarn) empossou sua nova diretoria para a gestão 2018-2022, em solenidade na noite da última segunda-feira (27), na sede da entidade em Natal. O ato contou com a participação de representantes de diversas organizações sindicais, políticas e governamentais. O evento foi marcado pelos discursos sobre a necessidade de organizar a luta da classe trabalhadora, a importância do engajamento dos/as trabalhadores/as rurais na defesa da democracia e a necessidade de reação contras os retrocessos do governo ilegítimo de Michel Temer.

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) parabenizou a nova diretoria, representada pelo presidente reeleito Manoel Cândido da Costa, falou sobre a agenda de lutas e conclamou a entidade a se engajar na defesa do direito da candidatura do ex-presidente Lula.

“O Lula, que fez tanto pelo nosso país e pelo nosso povo, precisa de cada um/a de nós neste momento. Nós podemos conversar com as pessoas, fundar comitês e disputar a opinião da sociedade, para falar sobre a democracia e a importância de defender o direito da candidatura dele. A gente precisa fazer alguma coisa, protestar, reagir. Não dá para a gente ver o maior líder político da nossa história ser impedido de andar para defender nosso povo”, comentou.

Mineiro disse conhecer o trabalho da Fetarn na luta específica da agricultura familiar, mas tem convicção que a entidade “não vacila quando é convocada para outras lutas, como essa que estamos vivendo agora envolvendo o Lula”.

O presidente Manoel Cândido, além de agradecer pela reeleição, faz um apelo aos integrantes da nova diretoria para que assumam o compromisso de continuar na luta de enfrentamento contra a agenda golpista que está em vigor no Brasil.

“Precisamos seguir enfrentando essa pauta contra os/as trabalhadores/as, que foi implantada pelo governo não eleito que aí está. Esse é o sentido de continuarmos à frente dessa diretoria. Precisamos ter a coragem de fazer o enfrentamento político, a luta pela questão da terra, moradia e igualdade para todos/as”, discursou.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Aristides Veras dos Santos, afirmou que é preciso “continuar com nossa organização de base, compreendendo o momento que estamos vivendo”.

“O primeiro grande desafio dessa nova diretoria é evitar que essa tendência de retrocessos em curso no país se prolongue. Precisamos interromper esse processo de consolidação do golpe”, declarou.

Ele disse que a nova direção tem a tarefa de “visitar cada agricultor/a [antes das eleições] para mostrar as consequências desse governo para a sociedade”. “Estamos vivendo um processo em que o principal líder da esquerda no Brasil, o ex-presidente Lula, está sendo perseguido, mas vamos levar a candidatura dele às últimas consequências”, enfatizou.

Já a vice-presidente nacional da CUT, Carmem Helena Foro, disse que “temos o desafio de recuperar a democracia do nosso país, que está em risco”.

“A intolerância e o ódio disseminados no país nos últimos anos são muito grandes, mas precisamos seguir o exemplo do Lula, que mesmo sofrendo ataques fascistas não recua, não desiste e segue firme fazendo o enfrentamento necessário”, defendeu.

“O momento que estamos vivendo é grave. A agenda não eleita desse governo é um desastre para a classe trabalhadora: reforma trabalhista, tentativa da reforma previdenciária, orçamento cortado. Tudo isso nos leva a ter que fazer uma escolha: se organizar e lutar todos os dias”, acrescentou.

O evento terminou com uma homenagem aos ex-presidentes da Fetarn, que neste ano completa 55 anos de história representando a classe trabalhadora rural do RN. A solenidade contou, ainda, com a presença da presidente da CUT-RN Eliane Bandeira, do presidente da CTB-RN Moacir Soares, do presidente do PT-RN Júnior Souto, do prefeito de Japi Jodoval Pontes (PMDB), do deputado estadual Souza Neto (PHS), do representante da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) Cláudio Gabriel e do titular da Secretaria de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara-RN) Raimundo da Costa Sobrinho.

Fotos: Vlademir Alexandre.