Emenda parlamentar do deputado estadual Fernando Mineiro (PT-RN) assegura a destinação de R$ 250 mil para a construção do Laboratório de Tecnologias Sociais para Convivência com o Semiárido da Uern (Universidade Estadual do Rio Grande do Norte), o primeiro do gênero no estado. O projeto depende apenas da cessão de uma área de dois hectares no campus central da Uern e foi debatido nesta terça-feira (8), em Mossoró, durante audiência de Mineiro com o reitor Pedro Fernandes.

“Seria um gol de placa da Uern viabilizar essa iniciativa de grande valor econômico e social para o nosso estado, fortalecendo a agroecologia e o desenvolvimento sustentável”, afirmou o deputado.


O encontro teve a participação do agrônomo Alexandre Oliveira, professor da instituição e idealizador do LabTec Semiárido, e de Francisca Lima, da Rede Xique-Xique, que reúne cooperativas de agricultura familiar que produzem alimentos orgânicos. O terreno abrigaria também uma central de distribuição das cooperativas coordenada pela Rede e a sede da entidade.

“O laboratório seria uma experiência pioneira de pesquisa participante na universidade, aproveitando e valorizando o grande conhecimento técnico dos agricultores e agricultoras familiares”, explicou Alexandre Oliveira.

O reitor Pedro Fernandes reconheceu a importância do projeto, mas ressaltou que é preciso encontrar uma fórmula legal para garantir a parceria, já que o estatuto da Uern proíbe a doação ou a venda de seus terrenos. O assunto será estudado por representantes da instituição e dos agricultores.

Fernandes elogiou o compromisso permanente de Fernando Mineiro com a Uern, destacando o trabalho político dele em defesa da universidade e a destinação de recursos que ajudam na manutenção e na realização de projetos como o do LabTec: “É o único deputado que colocou emendas no orçamento estadual destinando recursos a todos os campi”.

50 anos
Na audiência, Mineiro e o reitor acertaram a realização de uma sessão solene na Assembleia Legislativa para assinalar os 50 anos de criação da universidade, fundada em setembro de 1968 como Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte. A proposta será encaminhada à Mesa Diretora da AL por Mineiro, Larissa Rosado, George Soares e Souza Neto, que formam o grupo em defesa da Uern na Assembleia.

Além do caráter festivo, a pauta da sessão solene — provavelmente no início de junho — incluirá debates sobre temas como as restrições orçamentárias que dificultam a manutenção da Uern, a falta de autonomia financeira e de lei que regulamente o plano de cargos e salários. “Precisamos colocar a questão da Uern na pauta da sociedade, aproveitando o fato de que este é um ano de eleições, portanto, um momento ideal para essa discussão”, afirmou Mineiro.