Pesquisa Consult/98, divulgada nesta sexta-feira (09), mostra o ex-presidente Lula e a senadora Fátima Bezerra (PT) liderando no Rio Grande do Norte em todos os cenários de intenções de votos para a presidência e o governo estadual, respectivamente. Na pergunta estimulada, 48,06% dos entrevistados afirmaram que votariam em Lula e 27,12% em Fátima. Em segundo lugar aparece Jair Bolsonaro, com apenas 15,82% dos votos para presidente, e Carlos Eduardo, com 13,29% para o Estado.

 

A pesquisa avaliou, também, a aprovação dos atuais governos federal e estadual. O governo Temer é desaprovado por 91,53% dos entrevistados. Não muito atrás, o governo Robinson aparece com 85,18% de desaprovação. Quando o assunto é rejeição (nomes de pré-candidatos que não votariam de maneira alguma), Michel Temer está em primeiro lugar com 50% e Robinson Faria com 51%. Ainda de acordo com a votação, 40,76% dos entrevistados dão “nota zero” para o governo do RN.

CONFIANÇA

“A pesquisa revela que os potiguares confiam em Fátima, em Lula e no projeto do PT como o melhor caminho para reconstruir a gestão do país e a do estado. Nós agradecemos essa confiança, que demonstra como a maioria das pessoas já percebeu que a vida era muito melhor quando o partido governava o Brasil. Mas temos consciência da imensidão do desafio e da necessidade de ampliar esse projeto, buscando alianças com os setores mais avançados no estado, os partidos, os movimentos sociais, as organizações do campo progressista da sociedade”, disse o deputado estadual Fernando Mineiro (PT).

O deputado destacou que, tão importante quanto eleger governos sintonizados com o desejo de mudança que as pesquisas traduzem, é garantir sustentação política, escolhendo parlamentares estaduais e federais que apoiem Lula e Fátima. “A história está aí nos mostrando diariamente como é importante ter maioria parlamentar para realizar o programa de governo e também para impedir ataques à democracia, aos direitos sociais e outras conquistas dos trabalhadores e da sociedade em geral”, disse Mineiro.

Ele acrescentou que, tanto no Senado quanto na Câmara Federal, a maioria da atual bancada potiguar atua mais em nome de interesses individuais do que para beneficiar o estado e a população: “Salvo a senadora Fátima e a deputada Zenaide, que sempre defenderam a democracia e os direitos dos trabalhadores, temos uma bancada golpista, que apoia o retrocesso, com a retirada de direitos e de conquistas da população. Para mudar as coisas, é preciso mudar esse perfil”.

PESQUISA

Foram entrevistadas 1700 pessoas, em 12 regiões do estado, entre os dias 24 e 27 de fevereiro deste ano. Confira o relatório na íntegra:

Foto: Ascom PT