Em nova pesquisa sobre a sucessão estadual no Rio Grande do Norte, realizada pelo Instituto Seta, divulgada pelo Blog do BG, a senadora Fátima Bezerra (PT) segue disparada na preferência dos potiguares com quase 30%. Ela ampliou a vantagem sobre o segundo lugar, o prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), que no levantamento estimulado marcou apenas 8,12%.

Já o governador Robinson Faria (PSD), cuja gestão é considerada péssima por 66,8% e desaprovada por 77,8%, ficou em terceiro com 5,6%. O candidato do acordão, o vice-governador Fábio Dantas (PSB), foi citado por apenas 0,6%. Os indecisos são 7,8%. Ninguém, brancos e nulos somaram 38,6%.

Em dobradinha com Fátima, o ex-presidente Lula lidera a preferência dos potiguares na disputa presidencial. Na pesquisa estimulada, ele tem 43%. Na espontânea, ele tem 30,6%.

Lula tem quase o triplo das intenções de votos do segundo lugar, Jair Bolsonaro (PSL), que obteve 16,7%. Ciro Gomes (3,3%), Marina Silva (1,6%), Geraldo Alckmin (1%), Rodrigo Maia (0,5%), Álvaro Dias (0,4%), Manuela D’Ávila (0,1%) e Henrique Meirelles (0,1%) completam a lista. Os votos nulos, brancos ou em ninguém somaram 26,7%. Os indecisos são 6,6%.

Rejeição

Fátima e Lula estão entre os candidatos menos rejeitados dos potiguares, com, respectivamente, 3,51% e 12,53%. O candidato mais rejeitado na disputa estadual é o governador Robinson Faria, com 31,76% dos eleitos afirmando que não votariam nele de jeito nenhum. Já o presidenciável mais rejeitado pelos potiguares á Jair Bolsonaro (20,4%).

A pesquisa questionou os entrevistados, ainda, sobre a aprovação ou não à gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves. Os números não foram nada bons para o pré-candidato a governador do PDT. Nada menos que 44,7% consideram sua administração péssima e, ao mesmo tempo, ele é desaprovado por 57,3%.

O levantamento traz outro sinal vermelho para o prefeito de Natal. De acordo com a pesquisa, 34,8% dos natalenses desaprovam a saída dele do cargo para dar lugar ao vice-prefeito Álvaro Dias (PMDB). A maioria, 53,6% não soube ou não quis responder.

O acordão formado pelo prefeito Carlos Eduardo Alves e pelos senadores Garibaldi Alves Filho (PMDB) e José Agripino (DEM) é avaliado como péssimo por 40,7% dos eleitos que responderam à pesquisa. Para 23,5%, a composição é ruim. Já 70,4% disseram que não votariam na chapa dos três caciques.

Senado

A sondagem ouviu os eleitores sobre a preferência deles para a disputa pelas duas vagas no Senado. A deputada federal Zenaide Maia (PR) desbancou os atuais senadores Garibaldi Alves Filho (PMDB) e José Agripino Maia (DEM). Ela lidera com quase 10%, enquanto o os dois têm, respectivamente, 7,41% e 8,72%. O ex-governador Geraldo Melo marcou 3,81%.

Entre os que declararam voto para senador, a maioria rejeita os senadores José Agripino e Garibaldi Filho, com, respectivamente, 13,1% e 9,9%. Zenaide Maia é rejeitada por apenas 0,7%. Mas 49,1% disseram que não têm intenção de votar em nenhum candidato ao Senado. Os indecisos são 18,9%.

A pesquisa foi realizada de 10 a 13 de março e ouviu 1.100 eleitores em todas as regiões do Rio Grande do Norte. A margem de erro é de 3,5% e o intervalo de confiança é de 95%.