A programação cultural deste fim de semana traz lançamento de coletivo feminista, mostra de teatro e dança e apresentações musicais. Um dos destaques é a Mostra Internacional de Teatro e Dança do FICA Natal 2018, que está com programação desde terça-feira (06) e segue com atrações até domingo (11). O evento, em comemoração aos 17 anos da Casa da Ribeira, traz como tema “A Feminilização do Mundo”. Também dentro das atividades em alusão ao Dia Internacional da Mulher, o espetáculo Inkubus, de Alice Carvalho, estará em cartaz no Teatro de Cultura Popular. O Sarau Resistência e Arte, promovido pelo PT Zonal Sul de Natal, também terá sua programação dedicada às mulheres.

SEXTA, 09 DE MARÇO

Hora: 18h | Local: Pinacoteca Potiguar | Entrada gratuita
O Coletivo Arretadas tem como dar visibilidade às ações protagonizadas por mulheres e instigar o debate acerca da luta por mais respeito e valorização. O lançamento do grupo vai contar com roda de conversa sobre mulheres e mídia, lançamento do site, apresentações culturais, bazar e feira de economia solidária.

Bloom – Clarissa Rego Áustria/Brasil
Hora: 19h | Local: Casa da Ribeira | Entrada gratuita (50 entradas, distribuída 1 hora antes) | Classificação: 16 anos (contém nudez)
Sinopse: Tornar visível um corpo humano em sua beleza e vulnerabilidade. Um corpo que se forma e se deforma. Um corpo metamorfoseado pelos processos pessoais, sociais e políticos que atravessa. Um corpo de mulher. Um corpo singular. Se não há nada a narrar, nenhuma história a contar, há, todavia, algo que se passa; algo a pulsar e a abrir sentidos ao acontecimento.

Para Não Morrer – Nena Inoue – Curitiba-PR
Hora: 20h30 | Local: Casa da Ribeira | Entrada: R$34,00 e R$17,00 (estudantes e antecipada para todos) | Classificação: 14 anos
Sinopse: Histórias reais que abordam temáticas feministas e femininas, atreladas a questões politicas, especialmente da América Latina. Para não Morrer apresenta uma mulher que fala, e com ela, junto dela, muitas outras. Diferentes lugares, vidas e momentos históricos se mesclam em uma voz que tem urgência de dizer e coragem de narrar/contar. Sobre uma voz que não pode mais esperar e sobre todas as coisas que querem e precisam ser ditas, por insistência, denuncia e memória. Para não morrer é corpo presente. Contragolpe. Exercício de resistência.

Hora: 20h | Local: Escola de Música da UFRN | Entrada: R$ 20
Romaria é um show especial, onde Khrystal visita e louva o repertório de Elis Regina – maior cantora brasileira – e forte influência para a Potiguar. O roteiro em cena é marcante pelo traço pessoal, que foge do óbvio e nos apresenta uma Khrystal que se reconhece nas letras e se delicia nas novas roupagens dessas grandes canções. Com direção Musical, arranjos e baixos de Paulo de Oliveira, com Stallone Terto na Guitarra e Darlan Marley na bateria, o público Potiguar vai poder conferir a montagem original que estreou em novembro de 2017 e segue em circuito pelo Nordeste.

Hora: 20h | Local: Teatro de Cultura Popular (TCP) | Entrada: R$ 40,00 (inteira); R$ 20,00 (meia-entrada)
Sinopse: Uma demônio na forma masculina conhecido por invadir o sonho das mulheres e abusar delas enquanto dormem, drenando suas energias. Foi relacionando essa definição com relações abusivas vividas por mulheres que Alice Carvalho (“SEPTO”, 2016) batizou o monólogo “INKUBUS” apresentando ao público “Beatriz Mosquitto”, uma jovem e talentosa artista de rua com histórico de abuso e assédio, além de uma relação conturbada com a mãe. A personagem surge ora moldada, ora moldando o tecido da violência, do ideal da família tradicional imposto por uma sociedade machista e alienada. Mosquitto percorre todo um trajeto através de suas memórias e sentimentos para, num momento de catarse, fazer daquele tecido casulo, encontrando redenção naquilo que sempre esteva ali, tão latente: sua arte.

Hora: 22h | Local: Buraco da Catita (Ribeira) | Entrada: R$ 20
O show “Catita Choro e Gafieira – canta Cartola” trará novas versões dos inesquecíveis sambas e canções que o grande Cartola nos deixou. Além desse legado, haverá, também, a interpretação das obras de outros compositores da música popular brasileira, tais como, Miltinho, Paulo Cesar Pinheiro, Ivone Lara, Caetano Veloso, Ary Barroso e Paulinho da Viola. O grupo Catita Choro e Gafieira foi formado em 2009 tendo se apresentado em diversos locais e eventos desde então, com seu primeiro CD lançado em 2010.

SÁBADO, 10 DE MARÇO

Bloom – Clarissa Rego Áustria/Brasil
Hora: 19h | Local: Casa da Ribeira | Entrada gratuita (50 entradas, distribuída 1 hora antes) | Classificação: 16 anos (contém nudez)
Sinopse: Tornar visível um corpo humano em sua beleza e vulnerabilidade. Um corpo que se forma e se deforma. Um corpo metamorfoseado pelos processos pessoais, sociais e políticos que atravessa. Um corpo de mulher. Um corpo singular. Se não há nada a narrar, nenhuma história a contar, há, todavia, algo que se passa; algo a pulsar e a abrir sentidos ao acontecimento.

O torto andar do outro – Cia Pão Doce – Mossoró/RN
Hora: 20h | Local: Casa da Ribeira | Entrada: R$34,00 e R$17,00 (estudantes e antecipada para todos) | Classificação livre
Sinopse: Existia no sertão do acolá, há vinte séculos atrás, onde andava o aruá, uma cidade encantada numa cuia, pendurada num galho de jatobá. Nela vivia um povo desajustado, valente, uns filhotes de mosquito parecidos com a gente, só que andavam de banda, feito caranguejo anda, ninguém dava um passo à frente. Tudo ia bem na visão daquela gente, quando correu a notícia que tinha um inocente com três anos de idade, num dos bairros da cidade, andando de trás pra frente. Inspirada no cordel de Antônio Francisco, a Cia. Pão Doce te levará ao inesperado.

Tempo real time – Ed Bailey – UK
Hora: 21h30 | Local: Casa da Ribeira | Entrada: R$34,00 e R$17,00 (estudantes e antecipada para todos) | Classificação: 14 anos | Peça em inglês com legendas
Sinopse: Onde precisamos estar para nos encontrarmos de novo? Em Londres? Em Natal? No passado? No futuro? No teatro? Em “Tempo Real Time” um homem – talvez dois – procura(m) seu lugar no mundo. Isso tem levado 43 anos de sua(s) vida(s) para chegar até aqui.

Hora: 20h | Local: Acabou Chorare Bar Cultural (Ponta Negra) | Entrada gratuita
O evento de “música, poesia e luta”, promovido  PT Zonal Sul de Natal/RN, terá sua programação totalmente dedicada e formada por mulheres.O sarau vai contar com a poesia de Jeanne Araújo e Rizolete Fernandes e música de Rosinha Fonseca e Isabel Queiroga. A mediação artística será de Giovana Paiva.

DOMINGO, 11 DE MARÇO

Hora: 16h30 | Local: Parque das Dunas | Entrada: R$ 1
Essa edição do Som da Mata será com Camarones Orquestra Guitarrística, que comemora seus 10 anos de banda e prepara o lançamento em vinil do seu último álbum “Feeexta”. Formada pelos músicos Ana Morena (contrabaixo), Anderson Foca (guitarra), Yves Fernandes (bateria) e Alexandre Capilé (guitarra), a banda segue como um dos grupos independentes mais ativos do país. O som do Camarones é um Rock instrumental dançante, com muito punch, misturando elementos de Surf Music, Ska e ritmos brasileiros.

A Casatória c´a Defunta – Cia Pão Doce – Mossoró/RN
Hora: 17h | Local: Casa da Ribeira: Entrada: R$34,00 e R$17,00 (estudantes e antecipada para todos) | Classificação livre
Sinopse: As peripécias de quem já partiu desta vida para uma melhor e dos que ainda respiram por esses ares. Cinco atores em “pés-de-banco” levam a magia para a cena a partir da história do medroso Afrânio, que está prestes a casar-se com a romântica Maria Flor, mas acidentalmente casa-se com a fantasmagórica Moça de Branco, que o conduz para o submundo.

Meu Seridó
Hora: 19h | Local: Casa da Ribeira | Entrada: R$34,00 e R$17,00 (estudantes e antecipada para todos)
Um espetáculo repleto de histórias sobre o Sertão, passando entre caminhos que cruzam a realidade e o plano mítico.

Hora: 19h | Local: Galeria Câmara Clara (Rua Missionário Joel Carlson, 1955, Capim Macio) | Entrada: R$ 8
O primeiro Entardecer do mês será “Clara Pinheiro canta Caetano”, acompanhada do músico Zé Caxangá. O evento vai contar com intervenção fotográfica, também, de André Chacon e Paulo Fuga.