Poucas horas antes do início do Ato pela Democracia #LulaLivre em Currais Novos/RN, nesta quinta-feira (05), o juiz eleitoral do município, Marcus Vinícius Pereira Júnior, apresentou pedido de proibição do evento alegando ser propaganda eleitoral antecipada. O Partido dos Trabalhadores do município, organizador da atividade, entrou com recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral para derrubar a decisão, mas teve o pedido negado. O grupo vai tentar realizar outro ato e afirmou que outras ações como rodas de conversa e panfletagem serão realizadas para reafirmar a luta pela liberdade de expressão e a defesa da democracia.

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) prestou solidariedade ao PT de Currais Novos e criticou o cancelamento da atividade. Ele acredita que a decisão foi “extemporânea” porque o ato não era sobre a pré-candidatura de Lula e, sim, sobre a defesa da democracia.

Em nota, o PT de Currais Novos lamentou a decisão e o fato da mesma ter sido apresentada “estrategicamente tão tarde”, pois limitou as possibilidades de reverter a situação ainda no mesmo dia. “O ato se propunha a defender o nosso bem maior enquanto povo brasileiro: nossa democracia, que há tempos vem sendo afrontada e desrespeitada”, diz o documento.

O ofício de proibição foi apresentado pelo juiz ao presidente do PT de Currais Novos, Marinilzo Clementino Santos. O ato seria realizado às 20h na Praça Imaculada e contaria com apresentações culturais de Eric Amorim, Allan Nascimento, DJ Felipe Andrade, MC Vital, MC Magi e dos poetas Sol Saldanha, Iara Carvalho e Luma Carvalho.

Marinilzo explicou que a atividade recebeu um grande apoio dos artistas locais e reafirmou que a intenção era falar sobre a situação do país e defender a democracia, assim como tem ocorrido em todo o Brasil. “Recebi à tarde o despacho do juiz proibindo o ato. Ele alegou que o ato era de campanha antecipada e que haveria possibilidade de pedir voto, mas a gente sabe que não pode fazer isso”. O presidente do PT de Currais Novos disse que estão vendo outras formas para realizar a atividade no município.