Fotos de Vlademir Alexandre

Representantes de movimentos sociais de Caraúbas, na região Oeste, criaram nesta sexta-feira (16) o primeiro comitê local em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato a presidente. A coordenação do comitê é integrada pelo professor Marcos Roberto; Júnior do Sindicato (trabalhadores rurais); Wésia Nogueira (servidores públicos municipais); professora Nina (CUT/Fetam); e Antonete Silva (aposentados/as). O deputado estadual Fernando Mineiro participou da criação do comitê e de uma roda de conversa sobre a conjuntura política.

À noite, Mineiro esteve em Messias Targino, que também instalou Comitê Popular em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato. O deputado  participou do debate que marcou a formalização do comitê, no auditório José Sotero da Silva, com moradores, lideranças políticas e de movimentos sociais, entre os quais o vice-prefeito Pola; o vereador Zezinho; a presidenta do PT local, Regivânia; Raimundo Canuto, do PT/Janduís; e João Cabral, vereador em São Paulo do Potengi e coordenador-geral da Fetraf (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar).

“Com esses dois novos comitês, já são quase noventa instalados no interior e na capital, o que mostra como a grande maioria da população abraçou essa luta, que não é personalista nem partidária: é uma luta institucional, da sociedade brasileira, pela integridade da democracia”, afirmou Mineiro.

DEBATE EM JANDUÍS

O parlamentar esteve na manhã de sexta em Janduís, para uma roda de conversa sobre o atual momento político, o impacto da reforma da previdência e o ajuste fiscal, dentre outros assuntos. Além de representantes dos movimentos sociais da cidade, participaram o vereador João Cabral (São Paulo do Potengi) e o dirigente da Fetraf, Raimundo Canuto.