O deputado estadual Fernando Mineiro (PT), pré-candidato a prefeito de Natal, participou do bate-papo “Cidade, cultura e direitos humanos” na noite desta terça-feira (26), no Hotel Maine. O debate, transmitido online, contou com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), ex-ministra dos Direitos Humanos; do pré-candidato a vereador de Natal pelo PT Rodrigo Bico e da senadora Fátima Bezerra.

Mineiro afirmou que quer uma campanha eleitoral alegre e “pra cima” e que está cheio de esperança pelas conversas que tem diariamente com os natalenses pelos quatro cantos da cidade. O deputado, que defende “o direito à vida em toda a sua radicalidade”, avaliou que Natal é uma cidade linda, mesmo escondendo grandes injustiças. “Costumo dizer que a nossa capital possui uma arquitetura do despistamento, que possui uma beleza tão forte que nem as capitanias hereditárias que a tem governado são capazes de esconder”, disse.

Para o pré-candidato, é preciso valorizar a beleza de Natal e os natalenses, mas lembrou que as cidades são um território de conflito, onde desejos e disputas se concretizam. “O debate que temos feito é: como se desenha essa cidade?”, ressaltou.

Mineiro citou problemas da capital que violam fortemente os direitos humanos, como a falta de creches para crianças, a falta de estrutura para os partos em maternidades públicas, o assassinato de LGBTs, trans, negros e jovens. “O RN está na triste estatística de ser o estado onde mais cresceu, entre 2003 e 2013, o número de homicídios que vitimou crianças e adolescentes”, lamentou.

O deputado criticou, ainda, a falta de políticas municipais de lazer e ocupação dos espaços urbanos. “Para se ter uma ideia, a Zona Norte, maior de Natal, não possui equipamentos para que os jovens possam usufruir da cultura”, denunciou. “Não há praças para passear em Natal, não há uma política de ocupação e utilização dos Parques das Dunas e da Cidade”.

Direitos humanos e a cidade

A deputada Maria do Rosário emocionou em sua fala e iniciou afirmando que espera de Natal uma campanha com muita união, pelo clima visto no partido e entre os pré-candidatos. Para ela, as campanhas do PT devem imprimir a marca da defesa dos direitos humanos de maneira radical. “Direitos humanos é uma expressão muitas vezes atacada de forma perversa, ainda mais em tempos de golpe à democracia”, disse.

“Os direitos humanos se fazem presentes como programa de governo perpassando cada lugar com a perspectiva da cidade como efetivamente um direito”, ressaltou. “Não podemos fazer o que a elite quer, essa eleição tem que significar mudança”, alertou.

Para a deputada, a cidade precisa dialogar com a população de rua, com a diversidade, com o MST, usuários de drogas etc. Enfrentar a agenda conservadora do golpe em curso, que tem um projeto neoliberal e é “a cara de Michel Temer”. “Estão querendo destruir cada política pública”, lamentou. “O golpe tem uma dimensão cultural fortíssima, quando tenta matar nas pessoas a confiança de que pobres, mulheres e operários podem governar”.

A deputada encerrou sua fala afirmando que é preciso ocupar a cidade, as praças e permitir que as pessoas convivam e se reconheçam. “É preciso se olhar para se reconhecer. E eu só posso gostar daquilo que reconheço”.

PT unido

A senadora Fátima Bezerra fez uma saudação inicial à mesa e parabenizou a atuação da deputada Maria do Rosário. “Ela tem dado valorosa contribuição no campo da educação, e conseguimos construir políticas públicas generosas, como na cultura, por exemplo”, disse a ex-deputada federal, que atuou junto à parlamentar gaúcha na Câmara dos Deputados.

Fátima também falou sobre as eleições 2016 em Natal e afirmou que o PT está oferecendo à cidade o que tem de melhor, que é o nome, a tradição e competência de Fernando Mineiro. “Estou confiante de que venceremos essa batalha”.

Já o pré-candidato Rodrigo Bico fez uma fala sobre a necessidade de reconectar as pessoas na cidade, tornando o espaço urbano acessível. “A Natal que queremos oferece arte, cultura e possui um território vivo, pulsante, sem violações”, definiu.

“Queremos a alegria dos natalenses que se encontram e interagem no espaço da cidade e não quatro zonas desconectadas”, acrescentou. O debate foi transmitido online, em tempo real, pela página do pré-candidato no Facebook.