A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (18), projeto do Executivo que reajusta os vencimentos dos cargos comissionados da Administração Direta, Autárquica e Fundacional. Mesmo reconhecendo a realidade de salários baixos destes servidores, o deputado Fernando Mineiro (PT) votou contra, pela situação do Estado.

“Fui contrário porque os demais servidores estão com seus vencimentos atrasados e os planos de cargos não são cumpridos, devido às restrições da Lei de Responsabilidade Fiscal”, argumentou Mineiro. “O argumento de que a LRF proíbe novas despesas com pessoal deveria valer também para aumento dos cargos comissionados”.

Aprovado por maioria dos deputados, o projeto governamental contemplará os cargos em comissão que vão de chefe auxiliar a secretário executivo do governador.

“Quero deixar muito claro o meu reconhecimento da realidade dos cargos comissionados do RN, que recebem vencimentos bastante baixos, mas acho equivocado o momento”, frisou Mineiro. “Sem nenhuma demagogia, porque sei também que o peso desse custo para a folha não chega a 1%, pois o Estado não tem grande quantidade de cargos comissionados”, completou, lembrando que este também é o posicionamento do Fórum dos Servidores Públicos.

Foto: João Gilberto/ALRN