As comemorações do Dia Internacional da Mulher no Rio Grande do Norte, neste ano, vão se estender durante toda a primeira semana do mês de março. O ápice da programação será um ato unificado, convocado por dezenas de coletivos feministas, movimentos sociais e frentes populares, na próxima quinta-feira (8) em Natal, cujo tema será “Mulheres nas ruas em defesa da democracia, da aposentadoria e contra as violências”.

A concentração do ato começa às 14h30, em frente à sede do INSS em Natal. As mulheres vão seguir em caminhada e fazer a primeira parada no Baldo, onde ocorrerão apresentações culturais de várias artistas potiguares. De lá, elas vão continuar o trajeto subindo a av. Rio Branco até a altura do Banco do Brasil. Por fim, as manifestantes vão seguir em direção à Ribeira e encerrar a atividade com uma ciranda coletiva.

Para a secretária de Mulheres do PT-RN, Divaneide Basílio, o tema do ato deste ano representa “a afirmação da ampliação da pauta das mulheres, para além das lutas históricas específicas, que são o enfrentamento à violência, os direitos sexuais e reprodutivos e a igualdade de oportunidades”.

“Essas outras pautas de luta só se concretizam num cenário democrático. Quando você interrompe o processo democrático, como ocorreu recentemente em nosso país, cria-se um cenário de usurpação desses direitos básicos, como o direito à aposentadoria. Não vamos abrir mão de debater a democracia”, comentou.

Entre as organizações que estão convocando o ato, destacam-se a Frente Brasil Popular, Frente Povo sem Medo, MST, CUT, CTB e Intersindical. Além da caminhada no dia 8, a programação incluiu o encontro de mulheres da UNE na UFRN na terça-feira (6), o lançamento do Coletivo Arretadas na sexta-feira (9) e o Sarau Resistência e Arte no sábado (10). De segunda (5) a quinta (8), acontece ainda a “Semana Feminista das Amélias”.

Foto: Vlademir Alexandre