O empoderamento feminino no espaço urbano e a inserção das mulheres na cultura hip-hop são os principais temas que levaram à construção do Piscadela, evento cultural e de debates que vai acontecer neste sábado (9) e domingo (10), na Comunidade da África, em Natal.

A atividade é uma iniciativa do Coletivo Independente Dependente de Artistas e terá batalha de breaking, mostra cultural, workshop, mesa redonda etc. A idealizadora do Piscadela, Dallianny Santos, ressaltou que este é o primeiro evento de hip hop em Natal voltado especialmente para mulheres.

“Os homens também poderão participar, mas sob a liderança das mulheres”, destacou Dallianny. O evento foi pensado também para incluir meninas de outros estados e até da Argentina, como uma forma de troca de experiências na dança e na vida.

“A nossa dinâmica consiste em propiciar que a menina vencedora em um estado possa ter garantida a sua participação no próximo evento, em outro estado”, contou a coordenadora.

Para o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), que é parceiro do movimento hip-hop em Natal e apoiador do Piscadela, a iniciativa é muito importante. “O hip-hop é uma manifestação cultural que dá voz aos jovens, aos negros, à periferia. E o hip-hop para as mulheres tem que ser esse grito por liberdade, igualdade e contra qualquer tipo de opressão”, disse.

Quem quiser participar do Piscadela em Natal é só chegar junto, na sede Nossos Valores – Travessa Gameleira, África. Nos dois dias, as atividades acontecerão a partir das 10h e se encerrarão somente à noite. A entrada é gratuita.

Confira aqui a programação completa: