A exposição “Caminhos de Várzea: [re]significar memórias”, da fotógrafa potiguar Luana Tayze, conta com 11 fotografias inéditas que resgatam as memórias de infância de sua avó na cidade de Várzea/RN. A vernissage será nesta quinta-feira (29), às 19h, no Espaço Duas (Ponta Negra), que na ocasião também estará comemorando 6 anos de galeria. A noite conta com o show de Ciro e a Cidade, produtos da Serpente Food e a entrada é gratuita.

O processo de pesquisa de Luana Tayze e o trabalho de campo de viajar até Várzea duraram cerca de quatro meses. Nesse período, ela construiu um novo olhar sobre as recordações de uma antiga moradora do município, buscando a documentação e memória do local através da afeição, que traz consigo a importância de auxiliar a memória individual e coletiva. “Colhi diversos depoimentos de infância da minha avó e a partir deles fiz uma ressignificação das lembranças com o meu olhar de neta/fotógrafa, foi como uma troca”, disse.

De acordo com a fotógrafa, a ideia da exposição foi sendo construída ao longo de um certo tempo. “Desde que eu sou criança minha família fala muito sobre Várzea, cidade onde minha avó nasceu e cresceu. Com o passar dos anos fui percebendo que existia em mim uma vontade de saber mais sobre o lugar onde minhas raízes estão fincadas”.

Pra desenvolver a ideia ela contou com a ajuda de alguns professores que fizeram parte do seu trajeto pela UFRN, dentre eles João Tadeu, de antropologia, Adriano Medeiros, de jornalismo, e Daniel Meirinho, que a ajudou a maturar tudo o que tinha pesquisado anteriormente. O projeto foi aprovado no edital de Economia Criativa do Sebrae e a exposição ficará aberta à visitação até o dia 8 de dezembro.