Trabalhadores/as de várias categorias do RN vão parar as atividades nesta segunda-feira (19), em adesão ao Dia Nacional de Mobilização contra a Reforma da Previdência – medida proposta pelo Governo Temer que ameaça o direito à aposentadoria. A concentração do ato unificado em Natal será às 14h, em frente à agência do INSS da Rua Apodi, de onde vão seguir em caminhada pelo centro da cidade até a Assembleia Legislativa.

“Educação, Saúde, Rodoviários, Portuários, Ferroviários, Metalúrgicos e funcionários públicos em geral já confirmaram adesão à mobilização do dia 19”, garantiu a presidente da CUT/RN, Eliane Bandeira. “Queremos barrar a votação da reforma da previdência. Se o projeto avançar, vamos seguir na construção da greve geral prevista para o dia 28”.

O coordenador geral do Sindicato dos/as Trabalhadores/as em Educação Pública (Sinte-RN), professor José Teixeira, destacou a importância da mobilização da classe trabalhadora para garantir que seus direitos não sejam retirados. “O Governo Temer, assim como o Governo Robinson aqui no RN, espera o momento em que as pessoas estão desatentas para passar os projetos de maldades. Por isso, estamos alertando os/as trabalhadores/as de todo o Brasil para não ‘cochilarem’ porque é isso que eles querem”.

José Teixeira lembrou, ainda, da campanha “Se votar, não volta”, lançada nacionalmente pelas entidades em defesa da aposentadoria. A ideia é pressionar os parlamentares a se posicionarem contra a reforma da previdência, pois, caso contrário, correm sério risco de não se reelegeram nas próximas eleições.

*Atualizada às 8h28, do dia 19/02.